Benefícios de levar as crianças ao museu

Sem categoria

30 de junho de 2022

Redação Guia do Futuro
Redação Guia do Futuro

Equipe apaixonada por educação, produzindo conteúdos voltados para pais que querem fazer a diferença na formação dos filhos!Publicado em . | Atualizado em 29 de junho de 2022.


Descubra como gerar benefícios educacionais e mais diversão nos passeios em família.

Benefícios de levar as crianças ao museu

Quem disse que museu não é lugar de criança se divertir? Levar seu filho nesse tipo de passeio pode ser alegre e educativo. É um local que oferece a oportunidade de descobertas com o potencial de ampliar o universo infantil.

Quando levamos as crianças a um museu, contribuímos para que elas desenvolvam um olhar atento e aumentem seu repertório cultural. Aproximar as crianças da arte é fundamental e pode ser uma experiência incrível. O passeio acompanhado pelos pequenos nos permite remodelar nossas impressões à primeira vista. Podemos nos encantar pelo olhar deles com suas interpretações singulares, cheias de ludicidade e fantasia.

Apesar de oferecer tantos benefícios, muitos responsáveis ficam preocupados achando que essa atividade é mais indicada para adolescentes e adultos. No entanto, para aproveitar, é só planejar de forma adequada, lembrando sempre que seu filho é uma criança e, naturalmente, terá um tempo diferente para apreciar o programa.

Então, vamos nessa! Escolha um museu e convide seu pequeno para passear aproveitando as nossas dicas. Você vai ver como pode ser divertido e, ao mesmo tempo, muito educativo. Uma experiência para descobrir novas opiniões, aprender a expressar ideias e desenvolver o pensamento crítico.

10 Dicas para preparar seu passeio ao museu

1. O exemplo vem desde cedo

Tudo começa com a forma de apresentar o mundo das artes ainda em casa. Desde cedo, você pode mostrar as formas dos objetos, a beleza das fotografias, as cores das gravuras nos livros e as melodias das músicas. O bom exemplo dos responsáveis é sempre o melhor caminho.

2. Escolhendo o passeio

Para escolher o museu, você pode fazer visitas virtuais em instituições nacionais e internacionais. Aproveite também para descobrir qual tipo de atração desperta o interesse do seu filho. Essa informação será muito útil para preparar o passeio em família, permitindo que você organize uma seleção de obras para apresentar, em vez de querer mostrar tudo em uma só visita.

3. Priorize a interatividade

A criança é um ser sensorial, com grande necessidade de exploração. Sempre que possível, priorize exposições interativas em que experienciar os objetos e artefatos seja permitido. Poder tocar nas peças, ouvir sons diferentes, olhar uma projeção e interagir de alguma forma com as obras é suficiente para despertar a curiosidade das crianças. Planeje a visita ao museu pela ótica do seu filho, imaginando o que seria interessante para ele.

4. Conversar sobre as regras é necessário

Fale, para a criança, como vai ser o passeio e como ela deve se comportar. Os museus são um ótimo lugar para aprender sobre arte, cultura e história. No entanto, também podem ser pouco acolhedores. Se o pequeno quiser correr pelos corredores, gritar ou cantar mais alto, explique, de forma paciente, os motivos da inadequação.

5. Desperte o interesse com informações

Reserve algum tempo para falar sobre o que espera por vocês no passeio. Vale usar livros de arte com imagens de alguns dos quadros e biografia de artistas para ilustrar o que vai ser visto ou simplesmente uma boa conversa sobre as atrações. Tudo isso pode ajudar a preparar e estimular a curiosidade das crianças para a visita.

6. Respeitando o tempo da criança

Entre no museu e aprecie o ambiente com seu filho. Não precisa ficar muito tempo, vá no ritmo dele. Pare nas obras que chamarem a sua atenção, permitindo que a criança conheça, aprecie, se divirta e saiba se comportar. O fato de estar em um lugar novo, olhando para elementos diferentes, já é significativo para seu desenvolvimento. Antes de tudo, é preciso ter paciência. Respeite sempre o tempo e o espaço da criança.

7. Se já sabe escrever, aproveite!

Leve um bloquinho de papel e um lápis para a criança. Se ela já souber escrever, peça para anotar os nomes de tudo que mais gostou. Sugira também que escolha uma obra do museu, dê um título diferente do original e depois justifique o novo nome. Outra opção é pedir para desenhar as obras preferidas. Explore a imaginação, deixando que ela explique a sua leitura sobre a arte observada. O importante é estimular uma experiência lúdica e interativa, que contribua com a sua percepção do mundo.

8. Mudando a forma de olhar

Você pode dar um rolo de papelão, como os que suportam papel toalha ou alumínio, e dizer para a criança investigar por meio dessa “luneta” os pequenos detalhes das obras de arte. Outra opção semelhante é oferecer uma máquina fotográfica ou celular, deixando que ela registre o que quiser (atenção: muitos museus não permitem fotografar com flash). Depois vocês podem ver as fotos juntos e conversar sobre o que mais gostaram, podendo até imprimir uma recordação do passeio para guardar.

9. Visita guiada é sempre uma opção

Alguns museus oferecem visitas guiadas. Considere participar de uma delas com a família se não dominar o assunto ou se avaliar que terá uma experiência mais rica dessa forma. Algumas crianças, por exemplo, vão prestar mais atenção se forem levadas a observar a exposição com essa ajuda. Os guias de áudio também despertam o interesse com informações e fazem as crianças se sentirem importantes, pois conseguem ajudar na busca para seguir as direções indicadas.

10. Conectando com a escola e o cotidiano

Você pode escolher uma obra ou exposição que se relacione com algum assunto abordado na escola do seu filho. Explicar que um quadro foi pintado na época em que a vovó nasceu pode ajudar também a ter uma ideia de tempo. Outra opção é pedir que a criança observe e tente se lembrar de algo que aprendeu com o professor na sala de aula. Em museus onde vemos peças de antiguidade, é interessante explicar um pouco e fazer perguntas. “Reparou como as pessoas faziam as coisas antigamente?”; “Como você acha que isso funcionava?”; “Já imaginou como era tudo diferente naquela época?”.

Agora que você está por dentro das dicas, compartilhe este artigo com outros pais e aproveite para combinar a ida das crianças ao museu! Temos certeza de que será um momento muito divertido e repleto de novos conhecimentos 🙂

Call to Action

Detalhe do Call To Action para Download do Material

Deixe um comentário

Artigos relacionados


Share via
Copy link
Powered by Social Snap

Seu futuro começa aqui

Cadastre-se para receber os melhores conteúdos sobre educação!